42º Festival de Cinema: No primeiro final de semana, Mostra Gaúcha de Curtas premia os melhores do RS

Trabalhos nacionais e latinos completam a lista de filmes concorrentes ao Kikito

 

Gramado – Exatos dois dias após o início oficial do 42º Festival de Cinema, o Cine Embaixador recebeu a primeira grande premiação de 2014: a Mostra Gaúcha de Curtas – Prêmio Assembleia Legislativa, realizado na noite do domingo (10). No total, 17 filmes produzidos no Rio Grande do Sul foram apresentados em sessões públicas no primeiro final de semana do evento. Neste ano, a categoria contou com 84 curtas inscritos. O número é maior ao do ano passado, quando 71 obras se inscreveram na mostra.

Outra diferenciação deste ano é o Prêmio Aquisição TVE, que recebeu o incentivo de R$ 5 mil e o direito de exibição na grade da TVE.

Confira a lista dos premiados:

 

Melhor filme

Domingo de Marta

 

Melhor direção

Gabriela Bervian, por Domingo de Marta

 

Melhor roteiro

Gabriela Bervian, Gilson Vargas e Moisés Westphalen, por Domingo de Marta

 

Melhor fotografia

Bruno Polidoro, por Domingo de Marta

 

Melhor direção de arte

Valéria Verba, por Linda, Uma História Horrível

 

Melhor música

“Redoma”, de Filipe Catto, por Linda, Uma História Horrível

 

Melhor montagem

Vicente Moreno, por Domingo de Marta

 

Melhor edição de som

Gabriela Bervian, por Domingo de Marta

 

Melhor produtor/Produtor executivo

Jéssica Luz, Bibiana Osório, Bruno Gularte Barreto, por Linda, Uma História Horrível

 

Melhor ator

Rafael Régoli, por Linda, Uma História Horrível

 

Melhor atriz

Sandra Dani, por Linda, Uma História Horrível

 

Prêmio Aquisição TVE

Sioma – O Papel da Fotografia

 

Prêmio Exibição Curtas Gaúchos RBS TV

Sioma – O Papel da Fotografia

 

“Isolados” homenageia Wilker e abre Festival

A abertura cinematográfica do Festival de Gramado aconteceu na sexta (8) com o longa “Isolados”, estrelado por Bruno Gagliasso, Regiane Alves e José Wilker. O filme foi o último trabalho de Wilker, que morreu neste ano e era curador do festival.

A homenagem contou com a presença da filha do ator, Mariana Vielmont de Almeida, que também é roteirista do longa-metragem. Mariana, junto com a até então esposa do ator, Cláudia Montenegro, receberam uma placa do Festival em forma de agradecimento a Wilker, que durante anos foi apresentador do evento e, nos dois últimos anos, atuou como curador ao lado de Marcos Santuario e Rubens Ewald Filho. “É uma pena não ter José Wilker hoje com a gente”, lamenta Tomás Portella, diretor do filme. “Mas pelo menos o eternizamos de alguma forma com este filme”, afirma.

Em conversa com a imprensa na manhã do sábado (9), Portella registrou as dificuldades enfrentadas no cinema brasileiro no que tange gêneros menos comuns como o suspense. Para Regiane Alves, uma das protagonistas, o processo “foi duro e trabalhoso, mas também algo inédito para a minha carreira de atriz”, comenta. “O filme consistiu em um trabalho de uma equipe muito bem conduzida e esforçada. Todos acreditamos em 100% neste projeto”, garante o segundo protagonista do longa, o ator Bruno Gagliasso. O filme estreia no dia 18 de setembro em todo o país.

Antes da exibição do filme, ainda na tarde da sexta, a Rua Coberta recebeu a solenidade de abertura do Festival de Cinema com a apresentação da Orquestra Sinfônica de Gramado, sob a regência do maestro Bernardo Grings. Entre as músicas, o concerto apresentou “Over The Rainbow” e “Don’t Cry For Me Argentina”. Em seguida, os músicos brindaram o público com trechos de trilhas sonoras de filmes famosos, como “E o Vento Levou”, “Cantando na Chuva”, “Psicose”, “A Noviça Rebelde”, “O Poderoso Chefão” e “Rocky, o Lutador”.

Para presidente da Gramadotur, João Pedro Till, que coordena a equipe responsável por organizar o evento, a imagem do Festival tornou-se indissociável à de José Wilker. “Sentimos uma imensa saudade de quem sempre nos deu muitas alegrias. Infelizmente, ele não está mais aqui, mas podemos sentir a sua energia passando pelo tapete vermelho e adentrando ao cinema”, afirma.

 

Em busca do Kikito

Ainda na noite da sexta-feira foi apresentado o primeiro filme que integra a mostra competitiva de longas brasileiros. “A Despedida”, de Marcelo Galvão, conta com os atores Nelson Xavier e Juliana Paes.

Já na noite de ontem (11) foi dado início à mostra competitiva de longas-metragens estrangeiros com a exibição do filme “El Critico”, de Hernán Guerschuny. Os outros quatro títulos desta categoria serão exibidos ao longo desta semana. Uma curiosidade na mostra latina é que dos cinco filmes em competição, quatro são de diretores estreantes em longas-metragens, com exceção de “El Lugar Del Hijo”, de Manuel Nieto.

 

 

Mostra Gaúcha de Longas começa hoje

Além das mostras competitivas, o 42º Festival de Cinema de Gramado realiza a Mostra Gaúcha de Longas-Metragens, que começou ontem (11) e vai até sexta-feira (15). A Mostra apresentou “Janeiro 27”, de Luiz Alberto Cassol e Paulo Nascimento. O documentário trata da tragédia ocorrida na boate Kiss, em Santa Maria, no início de 2013.

A mostra apresenta ainda “O Mercado de Notícias”, de Jorge Furtado, “Mamaliga Blues”, de Cassio Tolpolar, “O Céu Sobre Mim”, de Gian Vittorio Baldi, “Dromedário no Asfalto”, de Gilson Vargas, “Balões, Lembranças e Pedaços de Nossas Vidas”, de Frederico Pinto. Esses cinco longas serão exibidos às 16h, no Palácio dos Festivais.

 

Ingressos: onde conseguir

Os ingressos podem ser adquiridos via online pelo site http://www.festivaldegramado.net/ por valores que variam entre R$ 20 e R$ 100. Ainda há um ponto de vendas na Sociedade Recreio Gramadense aberta das 10h às 20h todos os dias. Neste local, o pagamento será aceito apenas em dinheiro.


 

Solenidade de abertura do evento aconteceu na Rua Coberta, na tarde da sexta-feira (8), e contou com a apresentação da Orquestra Sinfônica de Gramado

FOTO: EDISON VARA/PRESSPHOTO

Poderes públicos buscam apoio de empresários para melhorias no Presídio de Canela

Entre as ações urgentes estão construção de muro, reforma no telhado e colocação de tela

Gramado/Canela – Após a abertura de vagas para detentos de Gramado no Presídio Estadual de Canela, os poderes Judiciário (de ambas as cidades), Legislativo e Executivo (de Gramado) buscam apoio junto a empresários da região para captar recursos visando melhorias na Penitenciária. Uma reunião promovida na tarde da sexta-feira (25), no Fórum de Gramado, deu início às tratativas entre poderes públicos e organizações privadas.

Com a finalidade de dar um início efetivo à captação dos recursos, foi constituída uma comissão com representantes da Prefeitura, Câmara de Vereadores e Delegacia de Gramado. O grupo será composto inicialmente pelo presidente da Câmara, Jaime Schaumlöffel, pelo vice-prefeito Luia Barbacovi, pelo delegado Gustavo Barcellos e por representantes de classe. Ou seja: quando forem realizadas visitas ao setor moveleiro, integrantes da rede moveleira deverão ingressar na comissão.

O próximo passo deste trabalho, conforme o juiz de Canela, Vancarlo Anacleto, será a busca de valores dentro das empresas por parte desta comitiva. “Os setores de turismo, de comércio, os clubes de serviço, os segmentos moveleiros e imobiliários receberam muito bem o nosso apelo. Todos se comprometeram a contribuir. Acreditamos que as demandas urgentes do Presídio giram em torno de R$ 140 mil”, esclarece o juiz.  “Nosso objetivo é mostrar a realidade da segurança pública de Gramado e Canela para o empresariado. Assim, a contribuição da sociedade é importante para nos auxiliar neste trabalho”, informa Anacleto.

O delegado Gustavo Barcellos salientou que as melhorias são importantes para as duas cidades. “Está ação é boa para todos, pois em vários casos os criminosos atuam tanto em Gramado quanto em Canela”, disse. Barcellos salientou ainda que o Juiz de Canela, Vancarlo Anacleto teve bom senso em abrir vagas para detentos de Gramado, contudo neste momento é preciso ter apoio de todos. “Empresário, comunidade e autoridades precisam apoiar, pois com as melhorias que serão realizadas no presídio, poderemos dar uma resposta imediata a população”, destacou.

Auxílio das empresas

O encontro realizado na sexta-feira buscou apresentar aos empresários convidados para a reunião a atual realidade da Penitenciária Estadual de Canela. O juiz de Canela, Vancarlo Anacleto, apontou as dificuldades enfrentadas pelo Presídio – entre elas, a falta de vagas.

Depois do apontamento das melhorias necessárias em caráter de urgência, empresários presentes no encontro comprometeram-se em colaborar com a doação de telhas (Joel Oberherr Consturora e Lindomar dos Santos da Auris Construtora) e tintas para as reformas internas e externas (Aguinaldo Oliveira – Olidal Incorporadora e Construtora).

O juiz da Comarca de Canela avalia a receptividade dos empresários como positiva. Para ele, o retorno da classe empresarial foi bastante satisfatório.

 

Verba da prefeitura

O vice-prefeito de Gramado, Luia Barbacovi, reiterou a garantia de que o Poder Executivo do município, com o apoio da Câmara de Vereadores, irá colaborar com a segunda etapa do projeto de melhorias que será realizado em 2015. “Vamos alocar esses recursos nas rubricas certas, no orçamento de 2015, para que possamos auxiliar na reforma, construção e ampliação do Presídio Estadual de Canela”, assegura Luia.

O presidente da Câmara, Jaime Schaumlöffel, ainda destaca que “a segurança que temos agora é a possível. Ou seja, precisamos fazer a nossa parte como iniciativa pública (Câmara e Prefeitura) e como iniciativa privada (entidades e empresários)”.

Por que contratar um detento?

Ainda durante o encontro, o juiz Anacleto relatou aos empresários a importância do trabalho para os presos e do impacto econômico favorável que as empresas que contratam os mesmos podem conseguir:

- Remuneração mínima é de ¾ do salário Mínimo

- Isenção de pagamento de férias, 13º salário, INSS e FGTS, o que se estima reduzir em 50% o valor da folha de pagamento

- Efeito social positivo

- Como os detentos precisam ficar no presídio para trabalhar não haveria qualquer gasto com locação de espaço. A empresa só teria que levar o trabalho até o presídio

AS MELHORIAS

Durante a reunião, Vancarlo elencou uma série de demandas que devem ser realizadas a curto, médio e longo prazo no Presídio de Canela. Para isso, expôs a necessidade do apoio da comunidade empresarial da região. Confira as melhorias propostas pelo juiz:

Despesas urgentes já realizadas

- Reforma da viatura

- Sistema de monitoramento renovado

- Colocação de novos detectores de metal

- Conserto de forno e geladeira

 

Despesas emergenciais pendentes

- Reforma do telhado

- Construção do muro

- Colocação de tela no pátio

- Aquisição de uma viatura

- Pintura externa e interna

- Padronização de roupas de cama e cobertores

- Uso de uniformes pelos detentos

 

Melhorias para 2015

- Fechamento do prédio onde fica a ala do regime semiaberto

- Construção de celas em prédio separado para as mulheres

- Reforma do albergue

- Reforma do pátio

- Reforma da sala de aula

- Reforma das celas

 

 

Acidente causa morte de ciclista em Canela

Por volta das 7h de hoje (23), um acidente ceifou a vida de Luis Alexandre dos Santos Deon. A vítima trafegava de bicicleta pela rua Júlio Travi, bairro Distrito Industrial, quando acabou colidindo contra um caminhão Mercedez Benz 915, conduzido por Everton Pereira Borges. Luis que tinha 38 anos acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no local. Mais informações na edição do Jornal Integração desta sexta-feira (25). 

Corpo permaneceu no local por horas até a chegada da perícia 

Últimos dias para aproveitar a Festa Colonial

Canela - Segue até o próximo domingo (27), a 21ª Festa Colonial realizada ao lado do Centro de Feiras e que expõe e comercializa aos visitantes produtos coloniais e delícias saídas direto dos fornos. Entre os principais pratos comercializados durante a festa estão os bolinhos de batata e de aipim, pastéis, pinhão, tortas coloniais, embutidos, queijos, geleias, biscoitos, compotas, molhos, pães, cucas, grelhados e massas.

Os visitantes também poderão aproveitar as atrações culturais e apresentação de danças típicas italianas e alemãs.

A festa gera uma movimentação de 150 colonos de localidades como Morro Calçado, São João, Tubiana, Chapadão, Limeira, Banhado Grande e Amoreiras. O horário de funcionamento da feira é das 10h às 22h, diariamente. A entrada é gratuita.

Trabalho reconhecido com a agroindústria

A Família Lídio possui uma agroindústria no Morro Calçado e na Festa Colonial os integrantes se dividem e trabalham em dois espaços.

Beatriz comercializa os doces, sucos, compotas e conservas, além de frutas e verduras em um espaço localizado ao lado dos fornos. Já Vicentina e o filho Vanderlei administram o Restaurante Colonial – Família Lídio e que vem fazendo sucesso entre os visitantes e comunidade.

"Participo desde a primeira festa e é sempre muito bom. Com o dinheiro que ganhamos aqui, podemos investir em nossa propriedade, na nossa agroindústria e melhoramos a nossa renda", explica Vicentina.

A família também comercializa seus produtos no mesmo local o ano todo e sempre aos finais de semana, das 10h às 19h.

Programação

Hoje – 23/7

15h – DTG Pequenos Estancieiros com EMEI Sylvio Hoffmann     

15h - Oficina de Hortas Alternativas com Júlio Rosalém   

18h às 20h - Banda Aloma             

 20h às 22h – Show com Amaranto e seu Conjunto           

Quinta-feira - 24/07

15h – DTG Rio Grande Criança com EMEI Diva Pedroso da Cunha              

15h - Oficina de Artesanato em Vime e Tecido com Márcia Santos            

18h às 20h - Banda Aloma             

 20h às 22h – Show com Rui &Mateus   

Vicentina e Vanderlei a frente do Restaurante Colonial – Família Lídio

Mateus Fontana/JIH

Integracao.Jor.Br


Temos 5 visitantes e Nenhum membro online

Copyright Empresa Jornalística Integração LTDA.